20
Mai 07

Maddie again

Continuamos a ser invadidos a todas as horas por notícias, ou supostas notícias, sobre o caso da menina inglesa desaparecida no "Allgarve".

São supostas notícias porque não trazem nenhum desenvolvimento às anteriores, são, como já tinha referido, uma repetição talvez por outras palavras dessas mesmas notícias. São directos constantes por coisa nenhuma, esquemas para vigiar supostos novos dados sobre o caso, tudo apenas nesta fase para alimentar a "fome" de jornalismo de sensação.

A SKyNews, televisão inglesa, já diminuiu drasticamente a sua equipa, recambiando mais de metade dos elementos para o seu país. Porém, sem ainda se perceber porquê, mesmo semanas depois do desaparecimento da criança, a notícia corre mundo. No entanto, os apelos de nada valem, o desespero dos pais estampados em fotografias publicadas em jornais ou transmitidas pela televisão não fazem reagir os supostos raptores, talvez porque a tenham levado para outro planeta...

Sim, porque de repente com toda esta panóplia de informações o mundo tornou-se pequeno, todos ficaram íntimos do casal McCann e todos ficaram a saber (ainda não está comprovado!) onde ficava o pequeno país (ou província de Espanha...) chamado Portugal.

publicado por dina às 13:15 | comentar | favorito
15
Mai 07

Maddie, a menina desaparecida

Na última semana tem havido bastante alarido por parte dos meios de comunicação sobre o desaparecimento de Madeleine McCann.

As notícias chegam todos os dias e a todas as horas, mas sem grande desenvolvimento. É essencial existir esta cobertura por parte dos media, dar a importância devida a uma criança que desapareceu, mas criar espaços, essencialmente na televisão, em que dizem a mesma coisa repetidamente durante alguns minutos cansa acho que já é um pouco demais.

Não me recordo muito bem, mas independentemente dos meios que a polícia tivesse na altura, será que os meios de comunicação fizeram esta cobertura aos outros meninos que desapareceram cá em Portugal?

Uma jornalista inglesa ontem disse que se fosse uma criança portuguesa a desaparecer em Inglaterra , que o mais certo era irem apenas os meios de comunicação portuguesa .

Mas afinal o que se passa? Qual é afinal esta importância da nacionalidade? Deixam de ser crianças?

O blog "O que verdadeiramente me irrita" chamou a estas crianças portuguesas filhos de um deus menor.

Cada vez acho que esta designação é a mais correcta...

publicado por dina às 20:08 | comentar | favorito