Os jornalistas, o Primeiro de Janeiro e a liberdade de imprensa

Em 2004, um grupo de jornalistas criou um blog (já ninguém escreve lá desde 2005), na tentativa vã de que o trabalho (não, não era um emprego), se torna-se menos cansativo e a sensação de pressão diminuísse. Claro está, que é sempre dúbia esta questão de falarmos (normalmente mal) do nosso emprego num blog e, nesta precisa situação, o caso agravou-se (naturalmente), porque eram jornalistas e estavam a falar sobre o tipo de trabalho que efectuavam no jornal em causa - o Primeiro de Janeiro -, pois estavam a efectuar publi-reportagens.  

Para os mais leigos, publi-reportagens são textos que estão dependentes de um anúncio publicitário e da aprovação de quem paga a publicidade, mesmo que este não perceba nada de português.

 

Passados pouquíssimos meses depois da sua criação, o jornal (?) em causa decidiu despedir três dos quatro jornalistas que participavam no blog (um deles já não trabalhava no Primeiro de Janeiro). Ora, como o despedimento foi feito de forma ilegal, os jornalistas colocaram um processo no Tribunal de Trabalho, o qual foi resolvido, salvo erro, em 2005, por mútuo acordo .

 

 

Porém, o jornal não satisfeito por esta solução, decidiu colocar um processo-crime a dois dos jornalistas que anteriormente tinha despedido e ao outro que já não trabalhava lá fazia muito tempo. O processo arrastou-se, arrastou-se e arrastou-se, mas hoje teve a solução: O Primeiro de Janeiro retirou a queixa.

Motivo? Só eles saberão. Porém, na minha mais singela opinião, como jornalista (e uma das participantes desse blog), acho que desistiram, porque realmente iriam a dada altura perder o processo. Liberdade de expressão. Apesar de muitas pessoas acharem que esta situação realmente é controversa, eu acredito na liberdade de expressão.

 

 

O endereço do blog já o deixei, aqui fica um dos artigos que saiu hoje sobre este assunto.

Para quem quiser saber mais informações, adquira o livro "Blogues Proibidos ", no qual o jornalista Pedro Fonseca, analisa entre outros, a situação envolvente ao blog Diário de um Jornalista. Cliquem aqui para verem um breve texto sobre o livro.

publicado por dina às 23:16 | comentar | favorito