ATV elege «Conta-me como Foi» como melhor de 2007

A Associação de Telespectadores (ATV) elegeu a série "Conta-me como Foi" da RTP1 como o melhor da televisão portuguesa em 2007, tal como eu também já tinha escolhido num post anterior, escolhendo para o pior caso o programa da TVI "A Bela e o Mestre".

 

A revelação do ano para a ATV foram os documentários "Portugal - Um Retrato Social" e "A Guerra", ambos da responsabilidade da RTP1 , com a associação a destacar a utilização nestes trabalhos dos arquivos do operador público, os quais concordo nem que seja pela qualidade que eu lhe reconheço no documentário "Guerra". Não vi o primeiro.

 

Ao caso do processo disciplinar ao jornalista da RTP José Rodrigues dos Santos foi atribuído o título de "bronca do ano". E decerto ainda vai dar panos para manga... 

 

Caracterizados como "uma lufada de ar fresco" dentro do universo televisivo, os Gato Fedorento tiveram direito à única menção de honra atribuída em 2007 pela associação.

O quarteto humorístico marca pela "graça, inventividade, surpresa e irreverência", sublinha a entidade. É verdade, a RTP teve realmente uma boa aposta, quando os contratou para o canal.

 

A ATV distribuiu ainda no seu balanço televisivo de 2007 menções de mérito e demérito.

No caso da RTP1, a associação destacou os bons exemplos dos programas "Prós e Contras", "Em Reportagem", "Operação Triunfo" e "Contra-Informação", elegendo como piores os formatos "O Preço Certo" e "Rouxinol Faduncho".

 

Ainda no serviço público, a RTP2, o único canal que só obteve menções de mérito, os destaques foram para os programas Zig Zag ", "Reclame", "Câmara Clara" e "Sociedade Civil".

 

Na estação do grupo Impresa , a avaliação positiva foi para a "Reportagem SIC" e "Reportagem Especial", para o "Campeonato da Língua Portuguesa" (devo dizer que não concordo, pois houve muitos erros por parte por exemplo da apresentadora, Bárbara Guimarães. Clique aqui para saber mais). e para os formatos "Etnias" e "Cartaz Cultural", enquanto o concurso "Família Superstar" e as novelas "Floribela" e "Chiquititas" receberam nota negativa.

 

A associação reconheceu a TVI com três menções de mérito, através do programa informativo "Diário da Manhã" (prefiro o "Bom dia Portugal", da RTP), dos comentários dos jornalistas Miguel Sousa Tavares e António Perez Metelo e do formato "Cartaz das Artes".

O canal do grupo Media Capital recebeu ainda as menções de demérito pelos programas "Fiel ou Infiel", "Cantando e Dançando por um Casamento de Sonho" e pelo «excesso de oferta» de novelas.

 

Fundada em 1991, a ATV é presidida por Rui Teixeira da Mota e avalia todos os meses a programação dos quatro canais portugueses em sinal aberto.

publicado por dina às 16:29 | favorito
tags: , ,