Publicidade na TV

Em resposta a um comentário que me deixaram há tempos, sobre o facto de dar demasiada publicidade na TV , pesquisei um pouco e os resultados foram extremamente negativos, para alguém que gosta de ver um programa qualquer na televisão, mas que como dá intervalos de meias-horas , desiste e muda de canal...

 

Publicidade na TV bate recordes em Junho

Durante o mês de Junho foram inseridas 70 mil inserções publicitárias, de acordo com os dados da MediaMonitor , da Marktest .Este, montante que equivale a uma média diária de 589 inserções de publicidade por canal, representando um aumento de 9,4 por cento face ao período homólogo do ano anterior.

 

No total, os quatro canais emitiram mais de 509 horas de publicidade (excluindo auto-promoções ) em Junho de 2007, mais 7,4% do que no mês homólogo de 2006.

Este valor representa uma média diária superior a 4 horas por canal.

Nos últimos 12 meses, foi em Outubro de 2006 que se contabilizou o maior número de horas de publicidade nos ecrãs destes canais, com 535 horas, ao contrário de Fevereiro de 2007, com 425 horas.

 

Fonte: Agência Financeira

 

 

Bem, fiquei abismada com estes números.

Pesquisei mais um pouco.

 

Código da Publicidade, Decreto-Lei nº 330/90 de 23 Outubro

(Com as alterações introduzidas pelos Decretos-Lei n.º 74/93, de 10 de Março,
n.º 6/95, de 17 de Janeiro e nº61 /97 de 25 de Março, n.º275 /98 de 9 de Setembro)

 

No capítulo III, Publicidade na Televisão, Artigo 26º, Tempo reservado à Publicidade, reza assim:

1 - O tempo consagrado à publicidade não pode ultrapassar 15% do período diário de transmissão, salvo se incluir formas de publicidade referidas no número seguinte, caso em que essa percentagem pode ir até 20%, desde que o volume das mensagens publicitárias propriamente ditas não exceda 15%.

2 - As ofertas directas ao público com vista à venda, compra ou aluguer de produtos, ou à prestação de serviços, não podem exceder uma hora por dia.

3 - O tempo de emissão consagrado às mensagens publicitárias em cada período de uma hora não pode exceder 20%.

4 - Para efeitos de cômputo horário da publicidade, será tomado como referência o período compreendido entre duas unidades de hora, sem desdobramentos em minutos ou segundos.

 

Fonte: Autoridade Para a Comunicação Social

 

Mas será que alguém cumpre? É que os números da Marktest deixam muito a desejar aos espaços na televisão portuguesa ... E depois não querem que as audiências baixem... Ou ganham muito dinheiro com os anunciantes ou têm uma audiência maior. As duas coisas juntas é algo complicado. Nem o diabo tem paciência para tanta publicidade...

publicado por dina às 14:25 | comentar | favorito