Jornalistas

Condenação de jornalistas (hoje)

O Ministério Público (MP) pediu a condenação de 14 jornalistas do "Jornal de Notícias" e do "Público" por alegados crimes de violação de segredo de justiça. Nas alegações finais do julgamento, a magistrada considerou provado o acesso dos jornalistas a partes do processo Casa Pia, por surgirem, nos jornais, "transcrições ipsis verbis '" de despachos, recursos e acórdãos da Relação.

Jornalistas agem como uma matilha selvagem (12-6-7)
 

O primeiro-ministro britânico, Tony Blair , acusou os jornalistas de agirem muitas vezes como uma «matilha selvagem», num discurso em Londres, durante o qual também admitiu que os políticos tentam manipular os meios de comunicação. «Os meios de comunicação, cada vez mais competitivos, operam como uma matilha selvagem, fazendo pouco das pessoas e denegrindo as suas reputações», criticou Blair .

Poucos dias antes de deixar o poder, Blair reconheceu que o Partido Trabalhista, depois da sua chegada ao poder, em 1997, investiu muito tempo a tentar influenciar a cobertura dos meios de comunicação.

 

 
Jornalista sérvia pede asilo político na Albânia (12-6-7)
 
Uma jornalista sérvia pediu para ser reconhecida como refugiada política na Albânia, por se sentir ameaçada no seu país, informou a imprensa albanesa, que considerou o caso «invulgar».

Radica Petrovic , uma jornalista de 47 anos, apresentou na segunda-feira o pedido à polícia de fronteira albanesa, ao entrar no país, deixando a província do Kosovo. A mulher afirma que se sente ameaçada na Sérvia por ter escrito artigos contra o Governo. «Considerando que a Albânia é um país democrático, decidi refugiar-me aqui», disse Radica aos agentes no norte da Albânia. Hoje, Petrovic deve ser levada ao centro nacional dos refugiados, em Tirana, para iniciar as investigações sobre o seu pedido.

As tensas relações entre sérvios e albaneses na antiga Jugoslávia levaram em 1999 à guerra do Kosovo, que afectou também a vizinha Albânia com a entrada de centenas de milhares de albano-kosovares no país.  

publicado por dina às 14:26 | comentar | ver comentários (2) | favorito
sinto-me: