'ZÉ CARLOS' à frente de 'CAIA QUEM CAIA'

 

Não foi logo no arranque mas aconteceu na segunda emissão. O embate inicial entre "Caia Quem Caia" e "Zé Carlos" foi ganho pelos "Gato". A TVI começou a perder espectadores assim que o programa da SIC começou.

A mudança de sábado para domingo de "CQC" apanhou desprevenidos os espectadores desatentos. Mas a emissão, anteontem à noite, do programa de humor da TVI - que coloca questões embaraçosas a figuras públicas - permitiu responder a uma pergunta que há muito se colocava. Conseguiriam os "Gato Fedorento" resistir à concorrência? Para já, a resposta é afirmativa.

O programa do quarteto de humoristas foi o mais visto do dia, registando 13,5% de audiência média (calculada sobre a população total). O da TVI, conduzido por José Pedro Vasconcelos, Joana Cruz e Pedro Fernandes, alcançou 10,6%.

Na emissão da semana anterior, que segundo a estação de Queluz foi de apresentação (tendo sido a estreia este domingo), o "CQC" teve 13,2% de audiência. Mas este valor não resistiu à divisão dos espectadores pelos dois formatos.

Comparados por "share" (quota de espectadores que naquele momento viam televisão), os dados da Mediamonitor - do grupo Marktest -, fornecidos ao JN, revelam que na primeira meia-hora a percentagem de público representa, em média, um quarto do público total. Mas os cerca de 10 minutos seguintes conquistam números superiores aos 30%.

Quando os dois programas se cruzam (das 21.51 horas às 22.19 horas) pode-se inferir que ocorreu uma transferência de parte do público da TVI para a SIC (ver infografia). O que uma perde é quase o ganho da outra. Mal o "CQC" termina, "Zé Carlos" ainda regista valores superiores com números na casa dos 40%, até ao seu final às 22.33 horas.

O facto de não se saber o dia da exibição do programa da TVI também pode ter influenciado o resultado de "CQC": Na grelha não constava; as promoções da estação remetiam o programa para o fim-de-semana (sem precisar o dia); e, segundo sites e blogues especializados, os destaques da TVI agendavam a transmissão para a noite de sábado.

Fonte da estação sublinhou que a emissão foi anunciada atempadamente. Facto confirmado por fonte da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC). Porém, o JN não obteve resposta em tempo útil à pergunta sobre o dia em que a TVI fixará a emissão. Importa ainda frisar que na grelha da semana que ontem teve início o "CQC" está programado para sábado, e que na da semana seguinte (de 10 a 16 de Novembro) não está mencionado.

Numa primeira análise ao público dos programas, o que mais se destaca é a divisão por género. Enquanto que a audiência de "Zé Carlos" é 50,5% masculina e 49,5% feminina, a de "CQC" é 62,9% de mulheres e 37,1% de homens.

Por idades, o formato da TVI agrada mais aos maiores de 64 anos (21%) e à faixa dos 35 aos 44 anos (16,9%). O da SIC recolhe a atenção nos de 15/24 (18,6% )e nos de 25/34 anos (20,2%).

 

Fonte: JN

publicado por dina às 17:46 | comentar | favorito