Nova etapa da SIC em todas as frentes

 

 

 

Se "ano novo, vida nova", no caso da SIC poder-se-á dizer: nova "rentrée", nova estação. Além do reformular da grelha, da capacidade produtiva e da Informação, está na calha o arranque do SIC Kids e de outros canais no cabo.

A excepção que confirma a regre sucedeu ontem em Carnaxide. Afinal, os responsáveis aproveitaram um único dia, quando é hábito fazerem-no faseadamente, para avançar com um leque de novidades em que se entroncam todas as áreas da SIC. Mostrar três novos estúdios que, segundo o director-geral Luís Marques, são fruto de "um milagre", já que o início das obras remonta há dois meses atrás, foi o pretexto para o anúncio do "refresh" geral, ilustrado pelo eixo de família unida.

 


 

 

 

A concentração dos meios de produção do canal na estrada da Outurela, abre algumas janelas, sendo que o objectivo a médio prazo é que sirva para escancarar portas. A reforma dos programas, matinal e vespertino, é já sintomática do espírito. Ambos serão feitos a partir destas instalações. De manhã rentabilizadas pela dupla Rita Ferro Rodrigues e Francisco Menezes, a partir de segunda-feira, em "Companhia das manhãs". À tarde, por Fátima Lopes que regressa ao ecrã com "Vida Nova".

O rosto de Carnaxide auto-intitula-se de "filha rebelde". "Pela primeira vez vou trabalhar em casa", comenta. Em virtude do contrato com a Comunicasom, Fátima actuava em Lisboa. A "reestruturação do elo com a produtora" e centralização de "ferramentas", permite "reajustar os intentos primordiais", diz Luís Marques, prestes a ser indicado por Pinto Balsemão, dono da Impresa, detentora da SIC, para integrar a administração e Comissão Executiva.

Luís Marques confirma ainda o o lançamento do canal SIC Kids, vocacionado para as crianças. Pedro Boucherie Mendes será o director e Catarina Gil a coordenadora. "Estará pronto a emitir em Novembro e arrancará no Natal", através do Meo, acrescentando estarem reservados para 2010 mais dois canais temáticos, sem, todavia, descortinar os contornos.

No que toca à Informação a principal novidade adiantada pelo director Alcides Vieira trata-se da edição das manhãs reinventada. A condução a cargo de João Moleira, das 7 às 10 horas, far-se-á na própria redacção e as notícias serão adaptadas ao ritmo intrínseco "do público àquela hora". Também "Nós por cá" sofrerá afinações. Apesar de manter a linha do espaço a cargo de Conceição Lino, "haverá maior colagem à actualidade", aponta Alcides Vieira.

Reiterando permanecer de pedra e cal na SIC, Balsemão elogia a empreitada miraculosa que, embora tivesse obrigado a uma despesa na ordem dos dois milhões de euros, terá retorno em menos de dois anos e poupou uma maquia de 700 mil. O presidente da Impresa pretende "juntar todo o grupo em Carnaxide até 2012.


Fonte: JN

 

 

publicado por dina às 12:20 | comentar | favorito